Prémio Début Trienal de Lisboa Millennium bcp

Por se chamar Début, o seu objectivo torna-se homónimo: reconhecer uma prática cuja consolidação artística ainda esteja em construção, cujo pensamento e abordagem sejam tão relevantes que os seus autores vejam esse talento a ser impulsionado. Novas vozes, novas formas de pensamento e novos conceitos que tragam renovação à arquitectura: assim é o Début. É com enorme satisfação que anunciamos os finalistas da Trienal 2019:

Bast (França)
Bonell+Dòriga (Espanha)
COMUNAL: Taller de Arquitectura (México)
gru.a (Brasil)
Lacol (Espanha)
LANZA Atelier (México)
Lluís Alexandre Casanovas Blanco (EUA)
Norman Kelley (EUA)
sauermartins (Brasil)
SUPERVOID Architects (Itália)

O vencedor recebe um prémio de 5000€ e participa numa conferência única, durante a abertura d’A Poética da Razão, de 3 a 5 de Outubro.

Júri

Ana Dana Beroš, Anna Ramos Sanz, Fosco Lucarelli, Go Hasegawa, Joaquim Moreno, Mariabruna Fabrizi, Sofia von Ellrichshausen.

Début Award: Umwelt, Conference, The Form of Form, Triennale 2016

Para este prémio, que se estreou na Trienal 2013, as candidaturas são válidas para arquitectas/os que trabalham em nome individual ou ateliers, desde que a idade média seja até 35 anos. O call esteve aberto entre 24 de Maio de 2018 e 26 de Março de 2019. Nas últimas edições, o júri premiou os Chilenos Umwelt (2016) e o Norte-Americano Jimenez Lai, do Bureau Spectacular (2013).