Participantes

A
Abigail Chang (US)
Curadora do Projecto Associado Um Certo Tipo de Vida

Professora Assistente Adjunto da Universidade Internacional da Catalunha e colaborador da Bienal de Arquitectura de Chicago 2017 com Norman Kelley. O mestrado de Harvard deu origem a prémios como a Bolsa Takenaka e a Bolsa Clifton Webb de Belas Arte. Abigail trabalhou em Los Angeles, Nova Iorque, Chicago, Basileia e Tóquio em ateliers de arquitectura e paisagismo, incluindo Herzog & de Meuron e SO – IL.

aDVVT (BE)
Participante nas exposiçãos O que é o Ornamento? e Beleza Natural

O atelier aDVVT é o novo nome sob o qual Jan De Vylder, Inge Vinck e Jo Taillieu partilham o seu interesse e trabalho mútuo, muito antes de cada um deles, às vezes em colaboração uns com os outros. A sua colaboração iniciou-se muito antes do trio de arquitectos desenvolver e realizar os seus próprios projectos. O ponto de partida da aDVVT é abraçar não apenas o projecto, mas também a sua criação.

Agata Siemionow (PL)
Curadora do Projecto Associado Um Certo Tipo de Vida

Arquitecta e educadora, trabalha habitualmente sozinha, mas já colaborou com ateliers em diferentes regiões como Bélgica, Itália, Israel, Suíça, Holanda e América. O seu trabalho construído inclui casas uni e multifamiliares e reabilitações interiores. Os seus projectos receberam reconhecimentos como prémios e publicações e o trabalho de Agata foi exibido na Bienal de Veneza 2016, em Berlim, Moscovo e Varsóvia.

Amale Andraos (LB)
Júri Prémio Carreira

Reitora da Escola Superior de Arquitectura, Planeamento e Preservação da Universidade de Columbia (US), e co-fundadora da WORKac, uma empresa com sede em Nova Iorque que se dedica a projectos de arquitectura que reinventam a relação entre ambientes urbanos e naturais. Investigadora sobre alterações climáticas e o seu impacto na arquitectura, é membro do conselho da Liga de Arquitectura de Nova Iorque, do Comité Consultivo Internacional da Faculdade de Engenharia e Arquitectura. É ainda membro da direcção da Faculdade para os Centros Globais da Universidade de Columbia no Médio Oriente.

Ambra Fabi (IT)
Curadora
Ambra Fabi curadora da exposição O que é o ornamento?

Ambra Fabi é arquitecta e co-fundadora do estúdio Piovenefabi, com Giovanni Piovene. Com formação na Universidade do Mendrisio, trabalhou no atelier de Peter Zumthor e como freelancer, em Milão. Foi professora assistente na Academia de Arquitectura de Mendrisio e docente na Universidade Católica de Leuven e no Instituto Europeu de Design de Cagliari. Actualmente, lecciona na Escola de Arquitectura de Marne-la-Valléé, em Paris.

Ana Dana Beroš (HR)
Juri Prémio Début

Arquitecta, curadora e editora sediada em Zagreb, na Croácia. A sua prática artística contesta as fronteiras das paisagens através da arte como arma para desconstruir a imagem hegemónica do mundo e para construir espaços para a compreensão dos excluídos e do “outro”. O seu projecto de investigação curatorial “Intermundia” recebeu uma Menção Especial na XIV Bienal de Arquitectura de Veneza, em 2014.

Ana Moural (PT)
Curadora do Projecto Associado Realidades Artificiais

Arquitecta e aluna de doutoramento na Universidade de Ciências da Vida da Noruega, em Oslo. A pesquisa de Ana foca-se na realidade virtual e em diversos meios visuais, como ferramentas para melhorar a participação do público no planeamento e projecto paisagísticos.

Anette Kreutzberg (DK)
Curadora do Projecto Associado Realidades Artificiais

Professora Assistente no Instituto de Arquitectura e Design da Royal Danish Academy of Fine Arts, School of Architecture (KADK). O trabalho de Anette Kreutzberg centram-se na representação digital de conceitos arquitectónicos, com um foco particular nos fenómenos nórdicos da luz do dia. A sua pesquisa envolve realidades artificiais, vídeo 360, animação e medias interativos.

Ania Jaworska (PL)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Ania Jaworska é arquitecta, designer e educadora. É mestre em arquitectura pela Cracóvia Univeridade de Tecnologia de Cracóvia e pela Academia de Arte de Michigan, EUA. O seu trabalho foi apresentado em eventos de arquitetura como a Bienal de Veneza e de Chicago, o MOMA, Museu de Arte Contemporânea de Chicago, na Graham Foundation entre outras instituições de renome. 

Anna Ramos Sanz (ES)
Júri Prémio Début

Directora da Fundació Mies van der Rohe. Estudou Arquitectura na ETSAB-UPC e TUDelft e tem o diploma de estudos avançados no programa de Doutoramento em Construção Arquitectónica, Restauro e Renovação. Actualmente, é professora associada da ETSAB-UPC e Oradora internacional, dirigiu o seu atelier em Barcelona (2000-16), foi assistente de reitoria na ETSAB-UPC (2014-16) e Presidente da Associação de Jovens Arquitetos da Catalunha (2005-08).

Anna Rosellini (IT)
Júri Prémio Universidades

Professora Associada da Universidade de Bolonha. Desenvolve a sua investigação no campo da história da arquitectura contemporânea orientada para a arquitectura desde o pós-guerra até aos dias de hoje, a relação entre arquitectura e arte e entre forma e matéria. Autora de publicações dedicadas à arquitectura e à arte, participou em projectos de investigação nacionais e internacionais e colabora com a École d’Architecture de la Ville & des Territoires em Paris-est.

Archivio Architetto Cesare Leonardi (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Associação fundada em 2010 para proteger e promover a obra do arquiteto Cesare Leonardi (Modena, 1935). É dirigida por Andrea Cavani, Giulio Orsini e Veronica Bastai. Além da catalogação este espólio promove o debate sobre temas de arquitectura, paisagem, design e fotografia através de exposições, projectos editoriais e eventos públicos.

Ariana Marques da Silva (PT)
Curadora do Projecto Associado Building 101

Lidera o desenvolvimento de projectos de habitação colectiva e planeamento urbano no Atelier Mário Martins e foi, com Joana Varajão e Sara Neves, co-organizadora do Re-Act Urban Festival do Porto. Formou-se na FAUP em 2013.

Armin Linke (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Nascido em Milão, vive em Berlim. Armin Linke trabalha em cinema e fotografia e combina esses diferentes formatos para esbater a fronteira entre ficção e realidade. Actualmente, trabalha num arquivo contínuo de atividades humanas e paisagens naturais e artificiais muito diversas, em colaboração com outros autores, desde artistas, designers, arquitectos, historiadores e curadores.

Assemble (UK)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Assemble é um colectivo multidisciplinar que concilia arquitectura, design e arte.
Fundado em 2010 para empreender um único projeto auto-construído, o atelier tem-se dedicado à concepção diversificada, através de um método de trabalho democrático e cooperativo, o colectivo que tem recebido vários prémios tem desenvolvido projectos de arquitectura, a par de iniciativas de cariz social e trabalho de pesquisa de diferentes escalas.

Atelier 2A+P/A (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Fundada por Gianfranco Bombaci e Matteo Costanzo, este atelier de arquitectura que tem sede em Roma, opera em projectos urbanos e paisagísticos, com um foco na natureza e condição da cidade contemporânea. Além de terem sido premiados em vários concursos de arquitectura, participam regularmente em conferências e simpósios em todo o mundo. O trabalho dos 2A+P/A tem sido publicado em livros bem como revistas internacionais.

Atelier 51N4E (BE)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Liderado por Johan Anrys e Freek Persyn, 51N4E é um atelier internacional fundado em 2000. Com sede em Bruxelas, aspira a contribuir através de meios de design para a transformação social e urbana. Usam as ferramentas da arquitectura e do design para construir contextos propícios ao diálogo em cada projecto e gerar conhecimento juntamente com todas as partes envolvidas. Visam aumentar assim a inteligência colectiva ao criar projectos com um impacto mais amplo na sociedade.

B
Bast (FR)
Finalista Prémio Début

O Bureau Architectures Sans Titre (BAST) foi fundado em Toulouse em 2013. Trabalham com uma abordagem anónima, aliada a uma postura proactiva de pesquisa, para experimentar as múltiplas potencialidades de cada projecto, cujas soluções são encontradas e continuamente questionadas. Como resultado, os projectos não seguem um método formal: desenvolvem-se através de um processo evolutivo que define a identidade deste atelier francês.

Baukuh (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Fundado em 2004 por Paolo Carpi, Silvia Lupi, Vittorio Pizzigoni, Giacomo Summa, Pier Paolo Tamburelli e Andrea Zanderigo, o atelier Baukuh tem sede em Milão e Génova. Trabalham sem uma estrutura hierárquica ou um dogma estilístico e produzem projecto arquitectónico a partir de um método projectual racional e explícito, alicerçado numa compreensão crítica da arquitectura do passado.

BeL (DE)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Com sede em Colónia, na Alemanha, Anne-Julchen Bernhardt e Jörg Leeser criaram o atelier em 2000. O BeL Sozietät für Architektur entende a arquitectura como uma prática crítica, dedicando-se a projectos em todo o espectro da escala terrestre, trabalhando em cada um deles sob uma lógica entre o trivial e o sublime.

Bernard Tschumi (US)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Bernard Tschumi é arquitecto e vive entre Nova Iorque e Paris. O seu trabalho como teórico foi o que o tornou conhecido. Expôs e publicou The Manhattan Transcripts e escreveu uma série de ensaios teóricos intitulada Architecture and Disjunction. Das suas obras, destacam-se o Parc de la Villette, o Museu da Acrópole, e Le Fresnoy Center for the Contemporary Arts. Em 2014, o Pompidou expôs uma retrospectiva da sua obra, com itinerância na Basileia e Xangai.

Bonell + Dòriga (ES)
Finalista Prémio Début

Fundado em 2014 por Laura Bonell e Daniel López-Dòriga, em Barcelona, o atelier trabalha em projectos de diferentes escalas: de pequenas encomendas privadas a concursos públicos. Ao longo da sua carreira, os seus trabalhos têm sido destaque em diferentes publicações especializadas. Para além da prática arquitectónica, Bonell+Dòriga escrevem regularmente sobre arquitectura e espaço público e tendo, em 2016, lançando a plataforma A Series of Rooms, que representa um estudo extenso e multidisciplinar sobre os espaços da arquitectura doméstica.

Bruther (FR)
Participante na exposição Espaço Interior

Fundado em 2007 por Stéphanie Bru e Alexandre Theriot, o atelier Bruther actua nas áreas de arquitectura, pesquisa, educação, urbanismo e arquitectura paisagista. Os projectos sugerem um equilíbrio delicado entre estratégia e forma, rigor e liberdade, específico e genérico, e o imediato e evoluções no tempo. Stéphanie e Alexandre pensam no projecto em termos de futuro, para que, as infra-estruturas que são abertas se enquadrem na abundância de possibilidades de contexto e numa ampla elasticidade de usos.

C
Carolyn Steel (UK)
Oradora nas Talk, Talk, Talk: Conferência Arquitectura e Agricultura

Arquitecta, professora e escritora sediada em Londres, Carolyn Steel estudou na Universidade de Cambridge. Desde então tem leccionado e dirigido cadeiras de projecto nas Universidades de Cambridge, Metropolitana de Londres e Wageningen. Foi quem fundou o estúdio do Programa da Escola de Economia e Ciência Política de Londres. Steel tem-se dedicado ao pensamento da reacção entre gastronomia e a cidade e o seu livro Cidade Esfomeada: Como é que a comida molda as nossas vidas (2008) ganhou reconhecimento internacional e o seu conceito de “sitopia” (sítio da comida) é reconhecido de uma forma alargada na comunidade de arquitectos e alimentação.

Caruso St John Architects (UK)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Com escritórios em Londres e Zurique, e obras construídas em toda a Europa, o atelier Caruso St John Architects desenvolve projectos que vão desde grandes complexos urbanos, a projectos culturais e intervenções em contextos históricos. Paralelamente ao seu trabalho cultural, o atelier reúne uma carteira de projectos que intervêm no tecido de uma cidade.

Christ & Gantenbein (CH)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Fundado em Basileia, em 1998, por Emanuel Christ e Christoph Gantenbein, o estúdio conta com cerca de 60 arquitectos e obras premiadas como as renovações e ampliações dos Museu Nacional Suíço de Zurique e Kunstmuseum Basel, consolidando assim a sua posição como autores de espaços culturais. A sua abordagem háptica desafia os materiais, utilizando-os de uma forma sensível mas versátil.

Claudia Mion (IT)
Curadora Assistente da exposição Economia de Meios

Arquitecta e co-fundadora da editora de livros francesa Cosa Mentale. Formada pela Universidade de Veneza, o seu percurso abrange várias áreas profissionais ligadas à arquitectura: colaborou com a fotógrafa de arquitectura Hélène Binet em Londres, trabalhou no Studio Mumbai na Índia e no atelier Silvia Gmür Reto Gmür em Basileia. Desde 2018 é professora assistente na Escola Superior Nacional de Arquitectura de Marne-la-Vallée, em Paris.

Claudia Taborda (PT)
Júri Prémio Carreira

Arquitecta paisagista, curadora e professora de Arquitectura Paisagista na Escola Superior de Design da Universidade de Tecnologia de Queensland. Estudou na Universidade de Évora e na Escola de Design de Harvard. O seu interesse pela investigação centra-se no campo paisagista e na sua relação com a arquitectura. Como arquitecta paisagista, trabalhou na Europa, nos EUA e na China e, em Portugal, foi curadora e directora do Parque de Serralves, no Porto.

Colin Moorcraft (UK)
Participante na exposição e conferência Arquitectura e Agricultura

Desde a década de 70 Colin Moorcraft tem escrito sobre questões ambientais e as suas implicações tecnológicas e de design. É autor de “Must the Seas Die” e foi editor convidado em 1972 da edição especial da revista britânica Architectural Design (AD) dedicada ao tema da conferência RIBA desse ano “Design para a Sobrevivência”.

Comunal (MX)
Finalista Prémio Début

Fundado em 2015 na Cidade do México por Mariana Ordóñez Grajales, a que se juntou a arquitecta Jesica Amescua Carrera, em 2017. O estúdio acredita na arquitectura não como um objecto, mas sim como um processo social participativo, vivo e aberto, que permite aos moradores expressar as suas ideias, necessidades e aspirações, colocando-os sempre no centro dos projectos. Combinam arquitectura e engenharia para a inovação tecnológica materializada em sistemas de construção, a partir de materiais regionais e a conservação de tipologias vernáculas, resultantes da troca de conhecimentos entre residentes, especialistas e técnicos.

Costanza Zeni (IT)
Assistente curatorial da exposição O que é o Ornamento?

Constanza Zeni nasceu em Itália e concluiu o seu mestrado na Academia de Arquitectura de Mendrísio em 2018. Depois de ter trabalhado durante um ano no atelier chileno Plan Común, estudou na Escola Politécnica Federal de Lausana (EPFL). Actualmente colabora no atelier Piovenefabi em Bruxelas. 

Cristina Goberna (ES)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Cristina Goberna é directora e fundadora da Epic Architecture and Fake Industries Architectural Agonism. Paralelamente, também se tem dedicado ao ensino (The Cooper Union, MIT, GSAPP, Sydney UTS) e é candidata de Doutoramento em Filosofia, Arte e Pensamento Crítico na Escola Europeia de Pós-Graduação (Saas-Fee, Suíça), em Arquitectura na ETSAB (Barcelona, Espanha). É ainda investigadora bolseira do Programa NEW INK do New Museum em Nova Iorque.

D
Dafni Retzepi (GR)
Curadora do Projecto Associado Espaço Falso

Arquitecta desde 2017, trabalhou na Grécia, Chile e Suíça. Actualmente, trabalha na HEAD-Geneve e na Arimna, como independente, focando-se nas áreas de pesquisa, teoria e representação arquitectónica. Retzepi foi assistente no estúdio ALICE e na revista L’Atelier enquanto estudava, e foi galardoada com o prémio de mérito da EPFL (Escola Politécnica e Federal de Lausana) pela excelência pela sua dissertação.

Daniel De León Languré (MX)
Curador do Projecto Associado Caixas de Boxe

Sócio fundador do atelier de arquitectura Diseño Espacial, na Cidade do México, Languré estudou no Instituto Tecnológico e de Estudos Superiores de Monterrei e na Universidade Católica Pontifícia do Chile. É professor em Universidades na Cidade do México e Santiago do Chile e foi o vencedor da bolsa FONCA 2016 do governo mexicano em 2016.

David Holmgren (AU)
Orador Talk, Talk, Talk

David Holmgren é conhecido como co-originador do conceito de permacultura, com a sua publicação de Permaculture One (1978), sendo reconhecido mundialmente como um pensador, professor, escritor e orador, promovendo a permacultura como uma alternativa realista, atraente e poderosa ao consumismo dependente. As suas principais publicações incluem Permaculture: Principles and Pathways Beyond Sustainability (2002), Future Scenarios: How Communities Can Adapt To Peak Oil and Climate Change (2009) e RetroSuburbia: the downshifter’s guide to a resilient future (2018).

David Leech Architects (UK)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Depois de trabalhar em vários ateliers europeus, incluindo Herzog de Meuron, Caruso St John architects e 6a architects em Londres, dePaor e Grafton architects ambos localizados em Dublin, David Leech estabeleceu a sua própria prática, onde explora a ideia de uma arquitectura economicamente rica. David é professor de arquitectura na Universidade Metropolitana de Londres e tem sido publicado em diferentes publicações especializadas, tal como nas revista italianas Domus e Casabella, nas Londrina Architectural Review e Architects Journal e na Architecture Ireland.

Denise Scott Brown (ZM/US)
Prémio Carreira

Arquitecta, urbanista, escritora, educadora e directora do atelier Venturi, Scott Brown e Associados na Filadélfia. Foi professora nas universidades de Berkeley, Yale, Harvard, Filadélfia e Los Angeles, tornando-se conhecida no planeamento urbano e no ensino. Os seus projectos e ideias influenciaram arquitectos e pensadores de todo o mundo. Ao longo do seu percurso, Scott Brown foi premiada diversas vezes, começando em 1979 com a Associação Nacional de Escolas de Arte, do Colégio de Arte de Moore; ao Prémio Jane Drew para Mulheres em Arquitectura em 2017 e, agora, o Prémio Carreira da Trienal 2019. Juntamente com o marido, desenvolveu importantes projetos e a sua contribuição para a arquitectura foi também reconhecida com treze título honoríficos, por entre os muitos ensaios, artigos e publicações. Entre os seus artigos e publicações seleccionados, Learning from Las Vegas continua a ser uma referência crucial.

Dhooge & Meganck Architecture (BE)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

O atelier Dhooge e Meganck Arquitectura foi fundado em 2015, mas a sua experiência conjunta é anterior a esta data, quando se conheceram na Universidade de Gent, em 2000. David trabalhou na TV Stéphane Beel – Xaveer De Geyter e no atelier Stéphane Beel Architects (SBA). Saar trabalhou no estúdio Prof. Dr .Ir.- Arch. Firmin Mees, onde participou activamente na reconversão da Central Térmica para a Casa de Estudantes da Universidade de Gent e no Museum Center Tour da Flandres.

Dirk van den Heuvel (NL)
Curador do Projecto Associado Art on Display

Co-fundador e director do Centro de Estudos Jaap Bakema no Het Nieuwe Instituut em Roterdão, Van Den Heuvel investiga as intersecções da arquitectura, do planeamento do Estado-providência e da modernidade. Especializado em arquitectura e planeamento moderno do pós-guerra, Dirk também é Professor Associado da Universidade Técnica de Delft. É membro da direcção editorial da Arquitectura da Universidade de Valência, editor do Jornal Holandês de Arquitectura OASE e escreve regularmente para outras publicações. Escreveu o seu último livro, “Jaap Bakema e a Sociedade Aberta” em 2018. Fez parte da Bienal de Veneza 2014, como curador do Pavilhão Nacional Holandês.

E
Eduardo Corales (CL)
Curador do Projecto Associado Ensaios Domésticos

Arquitecto desde 2009, Corales trabalha e vive em Lisboa desde 2017, onde lidera o projeto Powerpoint, um registo e levantamento de grandes barragens portuguesas, com o apoio da Fundação EDP e da Universidade Autónoma. Para além da sua prática de arquitectura e do seu foco nas intersecções entre arte, arquitectura e indústria, foi professor na Escola Estúdio de Arquitectura UNIACC.

Effimia Giannopoulou (GR)
Curadora do Projecto Associado Realidades Artificiais

Como arquitecta freelancer com formação artística, tem colaborado em diversos projectos, concursos e exposições ligados à relevância dos paradigmas biológicos com a arquitectura. Actualmente, Giannopoulou trabalha como investigadora e professora no Instituto de Arquitectura Biodigital e Genética (iBAG) e na Universidade da Catalunha. Estudou arquitectura em Barcelona, Salónica e Porto.

Enrique Walker (CL)
Júri Prémio Carreira

Arquitecto com trabalhos publicados em revistas da especialidade e livros. Foi professor na Escola Superior de Arquitectura, Planeamento e Preservação da Universidade de Columbia e dirigiu o programa de Mestrado em Design Arquitectónico Avançado. Enrique leccionou na Universidade de Princeton e Chile e nos Instituto de Arquitectura de Barcelona, Tóquio e Instituto Pratt.

Éric Lapierre (FR)
Curador-Geral
Eric Lápierre, curador geral da 5ªEdição da Trienal de Arquitectura de Lisboa e curador da exposição Economia de Meios

Éric Lapierre é arquitecto e teórico da disciplina. Fundador e director da Éric Lapierre Experience (ELEx) – com obras amplamente reconhecidas mundialmente – divide a sua actividade entre a área de projecto e o ensaio crítico. Lapierre é professor na Escola de Arquitectura de Marne-la-Vallée (Paris), na Escola Politécnica Federal de Lausana e foi professor convidado na Accademia de Arquitectura do Mendrisio, Universidades do Québec e Montreal, Lovaina e Gante.
Ao longo do percurso já publicou diversos livros. ou É autor de “Identification d’une ville – Architectures de Paris”, 2002; Guide d’architecture de Paris 1900-2008, 2008; Le Point du Jour A Concrete Architecture, 2011; Architecture of The Real, 2004, e Se la forma scompare, la sua radice è eterna, 2017, entre outros.

Eugeni Bach (ES)
Júri Prémio Universidades

Co-fundador de Anna & Eugeni Bach / Bach Arquitectos. Os seus interesses variam entre a prática profissional, ensino, investigação e actividade cultural. Os seus projectos abrangem design de equipamento e interiores, passando pelos design público e de habitação, até ao design urbano. Foi galardoado com o Prémio Internacional FAD 2014, nomeado para o Prémio Mies van der Rohe 2015, finalista na Bienal espanhola de Arquitectura e Urbanismo de 2018. Recentemente, expôs o seu trabalho no Pavilhão Espanhol da Bienal de Veneza sendo, actualmente, professor associado na ETSAB e ETSALS em Barcelona, onde vive e trabalha.

F
F.A.T. – Fórum para a Teoria da Arquitectura (CH)

Uma plataforma de debate criada em 2018 por Marco Zelli e Fabio Don que tem por objectivo promover a consciência teórica e crítica entre estudantes e arquitectos praticantes. Marco e Fabio são arquitectos italianos sediados em Zurique, Suíça, onde cada um tem o seu próprio atelier.
O colectivo participa na co-criação do programa de atividades da Trienal 2019 como um dos projectos emergentes seleccionados a partir da Future Architecture Platform.

Fabrizio Gallanti (CA)
Curador do Projecto Associado Fogo Island

Vive e trabalha em Montreal e foi o fundador do estúdio de pesquisa Fig-Projects. Gallanti foi professor de desenho arquitectónico e teoria da arquitectura nas Universidades Pontifícia do Chile, Diego Portales e Politécnica de Milão e escreveu para revistas internacionais ( A+U, Domus, San Rocco, Clog, Harvard Design Magazine e The Journal of Architectural Education). Actualmente é professor na Faculdade de Arquitetura da Universidade McGill, em Montreal.

Fala Atelier (PT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Os Fala Atelier autodefinem-se como uma prática de arquitectura ingénua. O atelier foi fundado em 2013, no Porto, por Filipe Magalhães, Ana Luísa Soares e Ahmed Belkhodja. Têm leccionado em várias universidades e instituições de todo o mundo, e o seu trabalho tem sido amplamente exposto e publicado.

Fernanda Fragateiro (PT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Com uma obra artística multifacetada, Fernanda Fragateiro explora o espaço nos seus diversos significados e manifestações fenomenológicas, sejam arquitectónicas, escultóricas, combinando encomenda privada e públicas. Através de uma estética minimalista da forma, cor e textura, o seu trabalho varia na escala e nos suportes utilizados.

Fosbury Architecture (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Fosbury Arquitectos é um colectivo italiano de arquitectura e pesquisa com sede base em Milão e Roterdão, fundado em 2013. Envolvem-se numa ampla gama de projectos, desde estratégias urbanas para ambientes domésticos a fanzines independentes, ou labirintos. Premiados em vários concursos, vão participar na 1ª edição da Bienal de Arquitectura e Paisagem e na Triennale di Milano como curadores do pavilhão do Centro Urbano, em 2019.

Fosco Lucarelli (IT)
Curador
Fosco Lucarelli curador da exposição Espaço Interior

Fosco Lucarelli é arquitecto, professor e curador. Actualmente, está sedeado em Paris, onde co-fundou o estúdio Microcities e o site Socks-studio. É professor de design e teoria na Escola de Arquitectura de Marne-la-Vallée, em Paris e na Escola Politécnica Federal de Lausana. Foi bolseiro na Escola de Arquitectura de Chicago, da Fundação Graham e da Academia Americana em Roma. Juntamente com a companheira, Mariabruna Fabrizi, foi curador convidado para a Bienal de Arquitectura de Lisboa em 2016. Actualmente, é membro da equipa curatorial da Trienal de Lisboa 2019. Os seus trabalhos foram premiados e expostos em Nova Iorque, Paris, Roma, Orleães, Seul e Chicago.

Francelle Cane (FR)
Curadora do Projecto Associado Dimensões Escondidas

Arquitecta, vive e trabalha em Bruxelas. Cane dirige a sua investigação em torno dos processos de desenvolvimento metropolitano, através de uma observação isolada da forma e estética da cidade política, comercial e social, publicada na sua teses e ensaios. Paralelamente, dedica a sua prática à curadoria em arquitectura.

Francesca Torzo (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Francesca Torzo estudou em Delft, Barcelona, Mendrisio e Veneza, fundando em 2008 o seu próprio atelier em Génova. Desde 2017 é professora na Escola de Arquitectura de Bergen e lecciona em várias universidades e instituições culturais. Em 2018 participou na 16ª Bienal de Arquitectura de Veneza – Freespace – e foi nomeada presidente da MVSF em Gante.

Francesco Marullo (IT)
Curador do Projecto Associado Um Certo Tipo de Vida

Arquitecto e professor no Berlage Center, TU Delft e na Academia de Arquitectura de Roterdão, trabalhou com o atelier de  Arquitectura Metropolitana, DOGMA e a Universidade Roma Tre. É membro fundador do colectivo de pesquisa The City as a Project, o think tank Behemoth Press e Matteo Mannini Architects. O trabalho de Marullo foi exposto internacionalmente e publicado em várias revistas de arquitectura. Em 2018, foi co-autor do livro Teerão: A vida dentro de muros.

Francisco Moura Veiga (PT)
Curator do Projecto Associado Alvalade Revisited

Arquitecto português, vive e trabalha em Basileia. É fundador e director da revista CARTHA e de Publishing in Architecture, um arquivo digital de instalações temporários sobre a relação das publicações com a arquitectura. Francisco é director de A Forschung e professor assistente no Instituto Federal de Tecnologia de Zurique.

Franco Raggi (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Formado em arquitectura no Politécnico de Milão (1969), Franco Raggi trabalhou em revistas especializadas: como editor na Casabella e editor-chefe na MODO revista de design. Detém uma alargada experiência como curador de exposições: em Berlim no IDZ (Italian Radical Design) em 1972 e na Trienal de Milão e na Bienal de Veneza entre 1973-1981. Franco Raggi trabalha como arquitecto e designer para diversas empresas, com foco em áreas como design de mobiliário, iluminação e instalações. Raggi é ainda professor de Design de Interiores no ISIA – Istituto Statale di Livello Universitário, em Florença. Os seus trabalhos estão expostos no Museu de Design da Trienal de Milão, no centro FRAC Centre em Orleães, no Centro Pompidou e no MoMa. Frango Raggi foi um dos realizadores do filme Ornamento e Delitto, cujo restauro teve estreia mundial no âmbito da Trienal 2019.

G
Gaëtan Amossé (FR)
Participante na exposição Agricultura e Arquitectura

Licenciado em Arquitectura pela ENSACF (École Nationale Supérieure d’architecture de Clermont-Ferrand) em arquitectura e pela EAVT (École d’Architecture, de la Ville et du Territoire Paris-Est), lançou-se recentemente como ilustrador, em colaboração com arquitectos e investigadores, como artista independente. Os desenhos à mão são a sua principal ferramenta de comunicação, partilha e criação.  É ele o autor da timeline que represente a história da agricultura e da arquitectura.

Galaad Van Daele (BE)
Curador do Projecto Associado Dimensões Escondidas

Trabalhou no atelier 51N4E em Bruxelas, de 2014 a 2018, em projectos de urbanismo e arquitectura, bem como em várias exposições e publicações. É professor na ETH Zurique, através do Studio An Fonteyne. A sua dissertação, da ENSAPLV em 2016, intitulada A paisagem como Campo de Batalha, propõe uma reflexão crítica sobre o espaço enquanto construção estética sob influência iconográfica, e foi a partir desta tese que iniciou uma trajetória de investigação contínua aliando teoria e prática espacial.

Gianni Braghieri (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Gianni Braghieri é professor emérito e fundou, em 1999, a Escola de Arquitectura da Universidade de Bolonha. Foi professor na Universidade de Princeton e na Escola Politécnica Federal de Lausana. Os seus trabalhos foram expostos na Bienal de Veneza (1979-1991-1992), Trienal de Milão (1973-1981) e MOMA de Nova Iorque (2008-2009). A sua última grande obra foi a estação de tratamento de águas residuais em Milão com intervenções em 1986, 2002 e 2009. Em 2007 foi editada uma monografia completa de suas obras, exibida em oito cidades: Ravenna, Villa Nazionale em Stra (Veneza), Palermo, Nápoles, Cesena, Firenze, Reggio Calabria (Itália) e Bogotá (Colômbia). Actualmente, a obra de Braghieri está exposta no Centro Pompidou, no MoMa, no CCA Montreal e no DAM. Juntamente com Franco Raggi, realizou o filme Ornamento e Delitto, cujo restauro teve estreia mundial no âmbito da Trienal 2019.

Giovanna Borasi (IT)
Oradora nas Talk, Talk, Talk: Conferência Espaço Interior

Giovanna Borasi é arquitecta, editora e curadora. Juntou-se ao Centro Canadiano de Arquitectura (CCA) em 2005 como curadora de arquitectura contemporânea e, em 2014, como curadora geral. A pesquisa de Borasi centra-se no discurso da arquitectura contemporânea, nas formas alternativas de praticar e avaliar a disciplina e na forma como as suas dimensões ambientais, políticas e sociais influenciam o urbanismo e o ambiente actual. Desde 2006, fez várias exposições e publicações com destaque para E que tal felicidade na obra? de 2017, na sequência da sua participação como co-curadora da obra na Trienal 2016.

Giovanni Piovene (IT)
Curador
Giovanni Piovene Curador da exposição O que é o ornamento?

Giovanni Piovene formou-se em arquitectura em Veneza e fundou, com Ambra Fabi, o estúdio Piovenefabi. Em 2007, foi co-fundador do escritório Salottobuono, em 2010, da revista San Rocco e, em 2010, participou na exposição e livro “Livro de Cópias”. Foi professor assistente na Academia de Arquitectura do Mendrisio e membro na unidade FORM, da Escola Politécnica Federal de Lausana. Actualmente, parte do corpo docente na Escola de Arquitectura de Marne-la-Valléé, em Paris.

gru.a (BR)
Finalista Prémio Début

Um atelier sediado no Rio de Janeiro que, desde 2013, elabora projectos e obras de diversas escalas e naturezas, com especial interesse na intersecção dos campos da arquitectura e das artes plásticas. Paralelamente à prática, os sócios do gru.a dedicam-se à pesquisa académica e actividades de ensino. O colectivo brasileiro tem elaborado diversos projectos e obras, desde centros culturais, instalações artísticas, teatros, exposições, residências, instituições da área da saúde, intervenções em bens protegidos, entre outros.

Guillem Pons Ros (BE)
Curador do Projecto Associado Dimensões Escondidas

Trabalhou nos ateliers Rahola-Vidal e JPAM em Barcelona, Andrew Phillips em Londres, e actualmente colabora com os 51N4E em Bruxelas. Guillem professor assistente na Escola de Arquitectura de Bartlett, e foi crítico visitante na Associação de Arquitectura de Londres e na Universidade Católica de Lovaina. De 2013 a 2018 co-dirigiu com Carme de Cara o atelier Palma Oficina.

Guillermo Fernández-Abascal (ES)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Fernández-Abascal é arquitecto e conferencista na UTS Sydney e co-diretor da GFA2 e GFA. Vive entre Sidney, Austrália e Santander, Espanha. O seu trabalho mais recente explora a dicotomia entre pesquisa e projectos através de diagramas, histórias, exposições, filmes, protótipos, habitação e edifícios públicos em todo o mundo. 

H
H Arquitects (ES)
Participante na exposição Economia de Meios

O atelier Catalão concebe projectos recorrendo de um método colectivo que parte do diálogo e do debate entre os diferentes agentes visando construir construir estratégias com a capacidade de responder de forma integral e coordenada à complexidade de cada caso particular. H Arquitects têm sido convidados a participar em conferências na Europa e na América. As suas obras foram

I
Ioanna Symeonidou (GR)
Curadora do Projecto Associado Realidades Artificiais

Professora Assistente no Departamento de Arquitectura da Universidade da Tessália, na Grécia, na área de Design Arquitectónico com Meios Digitais. Symeonidou é especializada em medias digital para design e produção.

J
Jacques Lucan (FR)
Orador Talk, Talk, Talk

Jacques Lucan é arquitecto, historiador, crítico e professor de arquitectura. Actualmente, lecciona na Escola Politécnica Federal de Lausana (EPFL) e na École Nationale Supérieure d’Architecture de la Ville et des Territoires de Paris-Est onde é responsável pelo mestrado de “Teoria e Projecto”. Desde 2001, Lucan dirige o Laboratório de Teoria e história tendo liderado entre 2006-08 o programa doutoral “Arquitectura, cidade e história”da faculdade do ambiente natural, arquitectónico e construído da EPFL. Exerce também uma actividade como arquitecto independente em Paris.

Javier F. Contreras (ES)
Curador do Projecto Associado Espaço Falso

Javier F. Contreras, arquitecto espanhol, é crítico e director do Departamento de Arquitectura de Interiores da HEAD-Genéve. Estudou arquitectura na Escola de Arquitectura de Madrid (ETSAM). Em 2015 foi finalista no 10º concurso arquia/tesis com a sua tese de doutoramento The Miralles Projection: Pensamento e Representação na Arquitetura de Enric Miralles, para além de ter leccionado projecto arquitectónico em diferentes instituições mundiais. Os seus ensaios críticos foram publicados em diferentes publicações especializados, incluindo Massilia Annuaire des Études Corbuséennes, Perspectives in Metropolitan Research, Princeton 306090, CIRCO, Drawing Matter, Bitácora, ZARCH, RA Revista de Arquitectura.

Javier Toro Blum (CL)
Curador do Projecto Associado Ensaios Domésticos

O seu trabalho explora a percepção visual e a fenomenologia do espaço e as implicações culturais e psicológicas subsequentes. Formado em Belas Artes pela Universidade Pontifícia do Chile e em Escultura pelo Colégio Real de Londres, recebeu o Prémio Land Securities pela sua tese. O trabalho de Blum faz parte da colecção pública do Colégio Real e do Governo Chileno, bem como de colecções particulares internacionais, do Chile à Alemanha, Reino Unido e Peru.

Jean-Benoit Vétillard (FR)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Jean-Benoit Vétillard fundou o seu atelier em 2014, desenvolvendo uma série de projectos que manifestam diferentes escalas de arte, cenografia e arquitectura. Actualmente é professor na Escola de Arquitectura Ville et des Territoires de Paris-Est. Para além do trabalho no atelier, foi orador convidado para várias conferências, em Itália e França e os seus projectos foram publicados em revistas da especialidade.

Jimmy Carter (AU)
Curador do Projecto Associado Um Certo Tipo de Vida

Arquitecto e escritor, co-fundou a DIS-cour.se, uma organização destinada a promover a discussão crítica da arquitectura em Melbourne. Trabalha em várias áreas: curadoria arquitectónica, cinema e investigação em áudio. Carter foi distinguido com a Bolsa de Estudos de Escrita Arquitectónica Crítica da Fundação Schiff do Instituto de Arte de Chicago, em 2017. O seu trabalho foi publicado em revistas e apresentado na Bienal de Arquitectura e Urbanismo de Seul 2017. 

Jo Taillieu (BE)
Orador Talk, Talk, Talk

Jo Taillieu é, entre outros, um gestor e professor de design, mas acima de tudo um arquitecto. Depois de trabalhar com diferentes ateliers e formas de arquitectura internacional, fundou em 2004 um estúdio homónimo: jo taillieu architecten, evoluindo a partir de 2009, com uma colaboração com Jan De Vylder e Inge Vinck. Juntos, fundaram o advvt há 10 anos, vencedor de vários prémios. Em 2018 ganhou o Leão de Prata para Jovem Participante Promissor na 16ª Bienal de Veneza e foi um dos cinco finalistas para o Prémio Mies van der Rohe 2019. Actualmente. Jo Taillieu tem dedicado mais tempo ao seu estúdio, mas continua ao lado dos projectos no advvt.

Joana Varajão (PT)
Curadora do Projecto Associado Building 101

Formada pela FAUP em 2013, co-desenvolveu programas editoriais e de investigação como o Porto Re-Act Urban Festival e o Battle of Ideas – International Satellite. Joana trabalhou no atelier Rebelo de Andrade de 2015 a 2018, conde desenvolveu a Casa 2000 (a primeira casa energia-zero em Portugal), e foi co-editora da primeira monografia do atelier, “Rebelo de Andrade – A Natureza do Lugar”.

Joaquim Moreno (PT)
Júri Prémio Début

Arquitecto e professor no ISCTE (Portugal) e na Associação de Arquitectura (Reino Unido). Estudou na FAUP, ETSAB e doutorou-se na Universidade de Princeton. Já trabalhou como curador de exposições como a Bienal de Arquitetura de Veneza e na Garagem Sul – CCB, e como editor e crítico, no Jornal Arquitectos. Em 2018 publicou o livro “A Universidade está Agora no Ar”, fruto do seu trabalho editorial e curatorial em arquitectura.

Joëlle Zask (FR)
Orador Talk, Talk, Talk

Joëlle Zask é professora no Departamento de Filosofia da Universidade de Aix-Marseille. Especialista em filosofia social, estuda as condições de uma cultura democrática partilhada. Além de escrever regularmente artigos, é autora de vários livros, sendo os mais recentes La démocratie aux champs (Ed. la Découverte, 2016), Quand la place devient publique (Le Bord de l’eau, 2018) e Quand la forêt brûle (Ed Premier Parallèle, 2019).

Júlio Gotor Valcarél (ES)

Arquitecto, formado na ETSAM (Madrid) em 2017, Júlio Gotor trabalhou em Tóquio, Madrid e Basileia. Em 2018, expôs o seu trabalho no Palazzo Mora, durante um evento paralelo da Bienal de Veneza e na Bienal de Arquitectura de Espanha. Foi ainda um dos vencedores do Prémio Jovem Talento Mies van der Rohe, em 2018.
É participante da Trienal 2019 através da co-criação do programa de atividades, como um dos autores emergentes seleccionados a partir da Plataforma Future Architecture.

K
Kensuke Koike (JP)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

O artista visual japonês, Kensuke Koike, iniciou os seus estudos artísticos em Veneza (Itália), frequentando a Academia de Belas Artes e, mais tarde, a Universidade IUAV também de Veneza. Kensuke Koike incorpora múltiplas formas de expressão desde pintura, escultura, colage,  passando por instalações e arte visual. O seu trabalho tem sido amplamente exibido em galerias como A plus A (Veneza), Postmasters e Yancey Richardson (Nova Iorque), Rossana Ciocca (Milão), IMA (Tóquio), Design Museum (Londres), Asama International Photo Festival (Yokyo) e Museu de Arte (Guangdong).

Kersten Geers (BE)
Orador nas Talk, Talk, Talk

Kersten Geers licenciou-se em Arquitectura e Urbanismo na Universidade de Gent (Bélgica) e na Escuela Técnica Superior de Arquitectura em Madrid (Espanha). Trabalhou com Maxwan Arquitectos e Urbanistas e com Neutelings Riedijk Architects em Roterdão. Kersten Geers foi professor na Universidade de Gent, e professor convidado na Columbia University, NYC e na Academia de Arquitectura de Mendrisio, sendo actualmente professor na EPFL, Lausanne e Harvard Graduate School of Design. É membro fundador da revista de arquitectura San Rocco.

Kingston School of Art (UK)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

 A Arquitectura da Kingston School of Art tem uma posição clara dentro do ensino da disciplina no Reino Unido. O atelier que Smith & Taylor instauraram na escola, para o ensino, desde 2010 investiga o classicismo e seu potencial como uma linguagem viva da arquitectura, envolvendo-se nesta forma de pensar não através da nostalgia ou sentimentalismo, mas da crítica.

Klodiana Millona (AL)

Arquitecta e investigadora Albanesa, Millona trabalha actualmente em Roterdão, actuando no contexto da arquitectura e na sua refutação. Formada em arquitectura de interiores na Academia Real de Haia, também estudou música electroacústica no Conservatório Real do Instituto de Sonologia. O seu trabalho centra-se na pesquisa e escrita, e estende-se à construção, curadoria e composição.
Participa na co-criação do programa de atividades desta edição como um dos projectos emergentes seleccionados a partir da Plataforma Future Architecture.

Kuehn Malvezzi (DE)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Fundado em 2001 por Simona Malvezzi, Wilfried Kuehn e Johannes Kuehn em Berlim, o atelier foca-se na concepção de espaços públicos, museus e exposições, combinando arquitectura, design e curadoria. Foram responsáveis pelo projecto de arquitectura da Documenta 11, pela Colecção Friedrich Christian Flick no Hamburger Bahnhof – Museu de Arte Contemporânea de Berlim e pela Colecção Julia Stoschek em Dusseldorf. Kuehn Malvezzi também colaborou na reorganização uma série de colecções de arte de cariz contemporâneo e histórico, para vários museus.

Kulttuurisauna (FI)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Kulttuurisauna é uma sauna pública localizada na orla marítima de Merihaka, no centro de Helsínquia. Este banho público incorpora um programa educativo em arquitectura independente intitulado a The New Academy. Organiza conversas abertas, publicações e projectos em colaboração com universidades, ONGs e outras instituições.

Kunlé Adeyemi (NG)
Júri Prémio Carreira

Arquitecto, designer e investigador urbano. Fundador da NLÉ – uma prática de arquitectura, design e urbanismo fundada em 2010, na Nigéria. Adeyemi tem o objectivo de promover a diversidade e a coexistência entre a humanidade e o ambiente. Vencedor do Prémio Leão de Prata da Bienal de Arquitectura de Veneza em 2016, dirige, regularmente, programas de investigação académica e de design em várias instituições, desde Harvard, a Columbia e Cornell. Os principais temas da sua investigação actual são as soluções urbanas, os ambientes rurais e as alterações climáticas.

L
L’Auc (FR)
Participante na exposição Economia de Meios

Djamel Klouche, Caroline Poulin e François Decoster são arquitectos e urbanistas, co-fundadores do AUC, um atelier sediado em Paris. Djamel Klouche lecciona na Escola Nacional Superior de Arquitectura de Versalhes e François Decoster na Universidade Nacional de Singapura. O atelier fez parte do fórum Greater Paris, sobre o futuro da Região Parisiense (2008), actuando regularmente na curadoria de exposições, destacando a sua participação na “Stim Métropoles Millionnaires” na Agora, Bordéus, em 2010, “Mediterrânea” na 14ª Bienal Internacional de Arquitectura de Veneza em 2014 e mais recentemente “Augures” na primeira Bienal da Ile-de-France (BAP!), em 2019.

Lacol (ES)
Finalista Prémio Début

Uma cooperativa de arquitectos que trabalha em Barcelona e se dedica à transformação social e aos movimentos urbanos, utilizando a arquitectura como ferramenta para intervir criticamente nos ambientes que lhes são mais próximos. A base da actividade de Lacol é um sistema horizontal de trabalho, tendo em mente a justiça e solidariedade social, transformando a cidade através da participação activa e da acção das pessoas que nela vivem.

Lanza (MX)
Finalista Prémio Début

Fundada em 2015 por Isabel Abascal e Alessandro Arienzo. LANZA foi indicada para os Prémios Bienal Ibero-Americano de Arquitectura 2016 e Mies Crown Hall Award for Emerging Architects, IIT Chicago 2016. O atelier também recebeu uma Menção Honrosa no Concurso para o Pavilhão do Museu El Eco 2016 e é um dos vencedores do Prémio da Liga de Arquitectos 2017. A sua primeira exposição individual teve lugar no Museu de Arte Moderna de São Francisco, em 2018.

Laurent Esmilaire (FR)
Curador
Laurent Esmilaire curador da exposição Beleza Natural

Laurent Esmilaire trabalha na Éric Lapierre Experience desde 2011 e é professor assistente na Escola de Arquitectura de Marne-la-Vallée desde 2014. Formado em Arquitectura desde 2009, trabalha, desde 2011, como coordenador de várias projectos, onde aborda a concepção e a construção.

Lawrence Weiner (US)

Os textos de Lawrence Weiner foram expostos em todo o tipo de lugares ao longo das últimas cinco décadas e, embora se considere mais um escultor do que um conceptualista, está entre os pioneiros dos anos 60 na apresentação da arte como linguagem. Embora as obras de Weiner existam apenas como linguagem e possam ser exibidas em qualquer forma, ele está intimamente envolvido em manifestações, detalhando o tamanho da fonte, a textura da superfície e a colocação das letras de tinta ou vinil e, na verdade, muitas vezes inventando novas fontes.

Leonor Antunes (PT)
Artista Convidada para a obra de arte do Prémio Carreira

Actualmente a viver e a trabalhar em Berlim, Leonor Antunes nasceu em Portugal onde estudou Belas Artes na Universidade de Lisboa e na Staatliche Akademie der Bildenden Kunste, na Alemanha. O seu trabalho tem sido exposto pelo mundo inteiro. México, Reino Unido, EUA, França, Suíça e Portugal, bem como em diversas bienais como a de Veneza (2017), Emirados Árabes Unidos (2015), Berlim (2014), Fellbach (2013) e Singapura (2011). Leonor Antunes procura compreender os princípios construtivos subjacentes aos desenhos racionais, bem como o processo de abstração da realidade através da sua redução à geometria. A sua obra reflecte sobre as funções dos objectos quotidianos, contemplando o potencial das formas modernistas materializadas em instalações e objectos escultóricos.

List (FR)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Fundada em 2012 em Paris por Ido Avissar, LIST opera em arquitectura, planeamento urbano e pesquisa. Este atelier desenvolve uma abordagem que concilia prática profissional e pesquisa, tendo por objectivo posicionar-se entre disciplinas, e não num quadro estanque. Os seus projectos variam entre escala territorial e metropolitana, arquitectura e projectos de arquitectura paisagista.

Lluís Alexandre (US)
Finalista Prémio Début

Arquitecto, curador e académico, vive em Nova Iorque e, actualmente, está a fazer o seu Doutoramento em Princeton. Foi curador-chefe da Trienal de Arquitectura de Oslo em 2016, com a After Belonging Agency. Estudou em Princeton, na Escola de Arquitectura de Columbia, na ETSA Barcelona e no Colégio de Arte de Edimburgo. O trabalho de design de Lluís foi reconhecido com vários prémios, incluindo os Prémios Simon de Arquitectura 2018, Bauwelt 2019 e FAD 2017. Para além disso. Artigos seus têm sido publicados em diversas revistas especializadas.

Lodovica Guarnieri (NL)

Designer e investigadora freelancer, Guarnieri explora as ligações entre cultura, história e política através de instalações, performances e textos. Foi investigadora e curadora assistente da exposição The Way Beyond Art no museu holandês Van Abbe e na bienal itinerante Manifesta 12.
Actualmente, frequenta a pós-graduação de investigação no Centro de Pesquisa de Goldsmiths da Universidade de Londres.
Integra a Trienal 2019 na co-criação do programa de atividades como um dos autores emergentes seleccionados a partir da Future Architecture Platform.

M
MAIO (ES)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Um atelier de arquitectura com sede em Barcelona e Nova Iorque que desenvolve uma diversificado leque de projectos, desde blocos de habitação ao planeamento urbano, a mobiliário ou desenho expositivo. Os membros do MAIO foram responsáveis pela revista espanhola Quaderns d’Arquitectura i Urbanisme (2011-16). Actualmente leccionam na Universidade da Columbia (EUA), na Architectural Association de Londres e na Escola de Arquitectura de Barcelona. Do MOMA (Nova Iorque), à Royal Academy (Londres) passando pelo Guggenheim (Bilbao) têm realizado exposições em diversos museus. MAIO é liderado por Maria Charneco, Alfredo Lérida, Guillermo López e Anna Puigjaner, que recentemente recebeu o Prémio Wheelwright, de Harvard.

Marco Balesteros (PT)
Designer
Marco Balesteros

Mestre em Design e Tipografia pela Werkplaats Typografie, ArtEZ Institute of Arts, Arnhem, Holanda e Pós-Graduado em Design e Artes Visuais pela Jan Van Eyck Academy, Maastricht, Holanda. Professor Adjunto Convidado na ESAD-CR e Professor/Curador no DELLI (Design Lusófona Lisboa). Designer gráfico e editor, fundou o estúdio Letra, que abarca um espectro diverso de formatos e suportes e colabora de forma regular com artistas, coreógrafos, curadores, arquitectos, fotógrafos e cientistas. Marco Balesteros desenvolve projectos editoriais e educacionais em torno das noções de Publicação e de Educação pela Arte.

Maria Piedad Aguilar (CL)
Curadora do Projecto Associado Ensaios Domésticos

Trabalha na área da moda ao longo dos últimos oito anos, do design de moda à comercialização, e da pesquisa ao desenvolvimento têxtil. Estudou Artes Plásticas na Universidade Pontificia do Chile e tirou o mestrado em moda na Universidade Goldsmiths de Londres. Desde 2017, trabalha nas áreas de pesquisa de moda e é supervisora de teses na Universidade Andrés Bello, no Chile.

Mariabruna Fabrizi (IT)
Curadora
Mariabruna Fabrizi curadora da exposição Espaço Interior

Mariabruna Fabrizi é arquitecta, professora e curadora. Actualmente está sediada em Paris e foi lá que co-fundou o estúdio Microcities e o site Socks-studio. Foi professora de design e cursos teóricos na Escola de Arquitectura de Marne-la-Vallée, em Paris e na Escola Politécnica Federal de Lausana. Actualmente, é chefe do Departamento de Desenho e Representação de Arquitectura da Escola de Arquitectura de Marne-la-Vallée. Juntamente com o seu companheiro Fosco Lucarelli, foi curadora convidada da Bienal de Arquitectura de Lisboa 2016. Atualmente, faz parte da equipa curatorial da Trienal de Lisboa 2019. Os seus trabalhos foram premiados e expostos em Nova Iorque, Paris, Roma, Orleães, Seul, Chicago.

Martin Etienne (FR)
Participante na exposição Agricultura e Arquitectura

Após dez anos de trabalho como arquitecto, Martin Etienne decidiu dedicar-se inteiramente ao desenho e ilustração. Desde 2010, trabalha como ilustrador freelancer em vários escritórios de arquitectura, urbanismo e paisagismo. Paralelamente, é cartunista em revistas e jornais franceses.

Martina Bjorn (SE)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Martina Bjorn é fotógrafa e directora criativa. Nasceu na Suécia e estudou em Paris, onde se formou em arquitectura pela Academia de Artes, em 2008. O corpo de trabalho de Martina abrange desde ateliers de moda, a artistas, instituições de arte e design, revistas e empresas de arquitectura, de diferentes meios e escalas. Bjorn procura criar imagens elegantes e discretas usando a linguagem abstrata e sintética.

Mathieu Calame (FR)
Participante na exposição Agricultura e Arquitectura

Engenheiro agrónomo e director da Fundação Charles Léopold Mayer para o Progresso da Humanidade. Para esta instituição, ele converteu a sua propriedade rural de Ferme de la Bergerie (Val d’Oise-France) em gestão sustentável. Nessa qualidade, foi também Presidente do Instituto Técnico de Agricultura Orgânica (ITAB) durante três anos. A sua pesquisa deu origem ao Entendendo a agroecologia: origens, princípios e políticas, referido na exposição, que questiona a cobertura da agroecologia como termo comum para um modelo alternativo mais amigo do meio ambiente.

Matilde Cassani (IT)
Oradora nas Talk, Talk, Talk

Arquitecta, Cassani lida com as implicações espaciais do pluralismo cultural na cidade ocidental contemporânea e move-se na fronteira entre arquitectura, instalação e design de eventos. As suas obras foram expostas em diversas instituições culturais, galerias de arte e publicadas em revistas da especialidade. Cassani fez parte da Bienal de Veneza em 2010 e 2012, das Trienais de Arquitectura de Milão (2013) e de Oslo (2016) bem como da Manifesta 12 (2018). É actualmente professora no Politécnico de Milão e na Architectural Association de Londres.

Matilde Girão (PT)
Curadora do Projecto Associado Alvalade Revisitada

Formada pela Academia de Arquitectura do Mendrísio, na Suíça, colaborou com ateliers de arquitetura e publicações da área, tendo feito parte do conselho editorial da Revista CARTHA e d’O Espelho. No início de 2015 fundou, com Ricardo Lima, a Girão Lima Arquitectos.

Matt Mullican (US/DE)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

O ponto de partida para o trabalho de Matt Mullican é uma área de pesquisa à qual os critérios estéticos tradicionais deixam manifestamente de se aplicar. A sua obra foi-se desenvolvendo numa zona indefinida situada entre campos estéticos distintos, entre subjectividade e objectividade, entre o signo e o seu significado e, em especial, entre as esferas culturalmente demarcadas da arte e da arquitectura.

 

Michiel Riedijk (NL)
Orador nas Talk Talk Talk

Arquitecto com mestrado pela Universidade Técnica de Delft em 1989. Fundou, em 1992, o atelier Neutelings Riedijk Architects sediado em Roterdão com Willem Jan Neutelings. Tem sido regularmente convidado a dar conferências em universidades, instituições culturais e seminários. O trabalho da Neutelings Riedijk Architects tem sido reconhecido mundial em numerosas publicações, prémios e exposições. Em 2018, publicou o livro intitulado “Ornament and Identity”.

Momoyo Kaijima (JP)
Júri Prémio Carreira

Arquitecta e fundadora do Atelier Bow-Wow com Yoshiharu Tsukamoto. Estudou na Faculdade de Ciências Domésticas da Universidade das Mulheres do Japão, no Instituto de Tecnologia de Tóquio e no Instituto Federal Suíço de Tecnologia. Como professora leccionou em instituições como a Escola da Universidade de Tsukuba, ETHZ, Harvard, Academia Real Dinamarquesa de Belas Artes, Universidade de Delft e de Columbia. Em 2018 é curadora do Pavilhão do Japão na Bienal de Veneza. Tem-se dedicado a projectos de habitação, edifícios e praças públicas, a par de conduzir numerosas investigações para a arquitectura da cidade, objecto de vários livros.

Monadnock (NL)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Com sede em Roterdão, Monadnock é um atelier que desenvolve projectos de urbanismo, arquitectura e interiores. Eles trabalham em edifícios contemporâneos, com base em temas-chave, tais como contemporaneidade e tradição, convenção e banalidade, lógica construtiva e representação ilusória; enaltecendo a fusão de beleza, eficiência e disseminação de conhecimento arqui

Monika Szewczyk (PL)
Curadora do Projecto Associado Fogo Island

Participou em exposições no Museu Nacional de Fotografia de Shkodër, no Clube de Artes de Chicago, publicada por David Khan-Giordano e na 10ª edição da revista South as a State of Mind, de Atenas. Foi curadora da Documenta 14 em Atenas e Kassel, da Galeria de Arte de Vancouver, dos Centros de Artes David Logan e de Roterdão.  Monika Szewczyk leccionou nas Universidades de Vancouver, Chicago, Piet Zwart, no Instituto de Roterdão e Academia de Arte e Design de Bergen.

Moulding Matters (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Um colectivo de artistas, artesãos, historiadores, arquitectos e maquetistas. Entre Singapura, São Francisco, Reino Unido, Holanda e Nápoles, Itália, desenvolvem uma compreensão da abordagem mundial da modelação arquitectónica, cada um fornecendo a sua interpretação e visão sobre investigações locais.

N
Nancy Diniz (PT)
Curadora do Projecto Associado Realidades Artificiais

Directora do Mestrado em Biodesign na Central Saint Martins, da Universidade de Artes de Londres, Nancy é co-fundador da Augmented Architectures e da bioMATTERS, em Nova Iorque. A sua pesquisa e prática operam entre o corpo humano e a escala arquitectónica e envolve tópicos relacionados à biotecnologia, design computacional e interativo e visualização de dados.

Norman Kelley (US)
Finalista Prémio Début

Fundada em 2012 por Carrie Norman e Thomas Kelley, o atelier trabalha entre Nova Orleães e Chicago, reexaminando a relação entre arquitectura e design. A prática deste estúdio Norte-Americano tem sido partilhado em publicações especializadas e seus clientes vão desde a Aesop à Architectural League de Nova Iorque e a instituições de ensino de referência. Os Norman Kelley participaram nas Bienais de Arquitectura de Veneza, em 2014 e na de Chicago, em 2015.

O
Onsitestudio (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

São um atelier de arquitectura fundado em Milão em 2006, por Angelo Lunati e Giancarlo Floridi, ambos professores de projecto em arquitectura no Politécnico de Milão. Entre as obras mais relevantes, destacam-se o Hotel Duca d’Aosta (2015), o Pirelli Learning Center (2016) e o Brussels Hotel Palace (2018). O Onsitestudio acredita na estreita relação entre pesquisa académica e actividade profissional, combinando uma dimensão experimental com um controlo preciso das metodologias projectuais.

Ortalli Verrier (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Ortalli Verrier é um atelier de arquitectura fundado por Gaëlle Verrier e Giacomo Ortalli que tem desenvolvido trabalho nas áreas de arquitectura, pesquisa urbana e design. São ambos professores na Accademia di Architettura di Mendrisio e no Politécnico de Milão, e trabalharam juntos no atelier do arquitecto Peter Zumthor.

P
Pablo Baquero (CO)
Curador do Projecto Associado Realidades Artificiais

Arquitecto, Artista e Designer Computacional, o seu interesse principal são os sistemas de modelagem emergentes e os procedimentos biológicos em campos de ensino e pesquisa, debruçando-se sobre como os sistemas naturais e as áreas de simulação computacional intervêm na arquitectura do futuro. Foi professor (TU Delft, Barcelona e Pratt Institute) e trabalhou em consultoria para vários ateliers de arquitectura em Nova Iorque, em sistemas emergentes que usam tecnologias avançadas de produção. Com uma experiência vasta pelo mundo, vive entre Barcelona e a Grécia e estudou na ESARQ, Columbia, Cooper Union e Bogotá.

Patrícia Barbas (PT)
Júri Prémio Universidades

Arquitecta sediada em Lisboa. É licenciada em arquitectura pela FAUTL, Lisboa. Co-fundadora do Atelier Barbas Lopes, colaborou com os ateliers Aires Mateus, João Pedro Falcão de Campos, Gonçalo Byrne, Promontório Arquitectos (Salvador da Bahia, Brasil) e com o Atelier Pedro Dias. Foi professora convidada na Universidade de Carleton (Ottawa, EUA) e em 2016 foi membro do júri dos Prémios FAD. Participou com obras em várias exposições e, em 2018, na Bienal de Chicago.

Penelope Curtis (UK)
Co-curadora do Projecto Associado Art on Display

É directora do Museu Calouste Gulbenkian e, anteriormente, foi directora do Tate Britain onde supervisionou o projecto Caruso St John Millbank. Penelope Curtis tem escrito sobre arquitectura moderna, incluindo a obra de Chamberlin, Powell and Bon, e Patio & Pavilion (Ridinghouse/Getty 2007) e é co-curadora do Projecto Associado Art on Display, na Gulbenkian.

Philipp Schaerer (CH)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Arquitecto e artista plástico suíço. Desde 2014, é professor convidado no Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Lausanne (EPFL). O seu trabalho tem sido objecto de múltiplas publicações e exposições. Está representado em várias colecções, entre as quais no MoMA Nova Iorque, no Centro Pompidou em Paris e no ZKM em Karlsruhe.

Point Supreme (GR)
Orador Talk, Talk, Talk

Fundado em Roterdão em 2008, este atelier foi criado por Marianna Rentzou e Konstantinos Pantazis, depois de terem trabalhado em Londres, Bruxelas e Tóquio. De volta à Grécia, estão sediados na capital tendo publicado e os seus projectos no livro “Athens Projects”. Foram considerados uma das vinte personalidades mais influentes da Grécia pelo popular jornal grego LIFO e incluídos no directório de arquitectos da revista britânica Wallpaper*.

Priya Khanchandani (UK)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Escritora e investigadora (2018), é editora da Icon Magazine. Foi curadora do Pavilhão da Índia na Bienal de Design de Londres em 2018. Anteriormente, liderou o Programa de Artes para a Índia no British Council bem como no museu Victoria and Albert dirigindo o departamento Design Fund para aquisições contemporâneas.

R
Ricardo Lima (PT)
Curador do Projecto Associado Alvalade Revisitada

Depois de se formar em arquitectura na Autónoma, colaborou com diversos ateliers e publicações, com destaque para o Jornal dos Arquitectos e para O Espelho. Foi professor assistente do Directed Studies Abroad Lisbon em 2015, da Escola Azrieli de Arquitectura e Urbanismo da Universidade de Carleton, em Ottawa.

Richard Venlet (AU)
Participante de O que é o Ornamento?

Sediado em Bruxelas o trabalho do artista combina escultura, design de exposições e
arquitectura. Produziu inúmeros projectos que formam ambientes compostos e circulares, redireccionando o espectador em configurações espaciais alteradas, fazendo-o ver a sua envolvente e tornar-se parte dela. Como artista que intervém deliberadamente no espaço expositivo, Venlet explora a produção arquitectónica através de colaborações regulares com artistas, arquitectos, curadores e institutos de arte.

Roberto Gargiani (IT)
Orador nas Talk, Talk, Talk: Conferência Economia de Meios?

Arquitecto e historiador, olha para a história da arquitectura através dos métodos construtivos. É autor de obras relevantes sobre Le Corbusier, Rem Koolhaas, Auguste Perret e o Renascimento na Europa, para além de ser escritor regular em obras sobre a história do cimento. Actualmente, é professor na EPFL – Escola Politécnica Federal de Lausana.

Roberto Zancan (IT)
Curador do Projecto Associado Espaço Falso

Professor de História e Teoria da Arquitectura na Universidade de Arte e Design de Geneva, também leccionou na Universidade do Quebec em Montreal. Vice-editor da revista Domus, Zancan é curador-chefe da Fundação Be Open e investigador associado da cadeira de Conservação e Restauro do Património Urbano da UNESCO da Universidade Iuav em Veneza. Participou na Bienal de Veneza de 2014 com a apresentou da sua pesquisa sobre espaços de terrorismo em Itália. Juntamente com Elena Pirazzoli, escreveu o livro Correspondência. Teorias e histórias da paisagem.

Robin Collyer (CA)
Orador nas Talk, Talk, Talk: Conferência Economia de Meios?

Nasceu em Londres em 1949 e, desde 1956, vive no Canadá. Trabalha com fotografia, escultura e obras públicas e a sua primeira exposição remonta a 1971. Nas últimas duas décadas, o seu trabalho em fotografia e montagens tridimensionais é uma resposta à transformação de um mundo que transitou do analógico para o digital.

 

S
Sam Jacob (UK)
Orador nas Talk, Talk, Talk

Sam Jacob é director do Sam Jacob Studio de arquitectura e design, uma prática cujo trabalho abrange diferentes escalas e disciplinas de planeamento urbano através de arquitectura, design, arte e curadoria. Professor de Arquitectura da Universidade de Illinois em Chicago e Professor Convidado da Escola de Arquitectura de Yale, foi ainda co-curador do Pavilhão Britânico de Veneza (2014). Colunista e crítico na revista online Dezeen e Art Review a par da sua colaboração na Icon. Jacob foi director fundador do estúdio FAT Architecture, sediado em Londres que desenvolve um pensamento crítico sobre arquitectura e relação com a história e o ornamento.

Sara Eloy (PT)
Curadora do Projecto Associado Realidades Artificiais

É professora assistente no ISCTE-IUL e Directora do Centro de Investigação em Tecnologias da Informação e Arquitectura (ISTAR-IUL) ISTAR-IUL. Sara investiga a utilização da tecnologia digital durante as fases do processo de design. Já participou, com o Projecto Associado “CLOSE to cities, CLOSER to people”, na Trienal de Arquitectura de Lisboa, em 2013.

Sara Neves (PT)
Curadora do Projecto Associado Building 101

Arquitecta, tem o seu atelier com Filipe Estrela, e é líder do projeto Gharaunda, onde começou a trabalhar entre 2014 e 2016. Estudou na FAUP e na FADEU (Chile) e colaborou com a fotógrafa e urbanista Justine Graham. Entre 2013 e 2014, Sara trabalhou como co-editora chefe da revista Dédalo e como editora do Homeland News de Portugal.

Sauermartins (BR)
Finalista Prémio Début

Um estúdio de arquitectura brasileiro fundado por Cássio Sauer e Elisa T Martins. Em colaboração, desenvolvem projectos de várias escalas e para diferentes programas, como um instrumento capaz de transformar realidades. Em parceria com outras autorias e estúdios, o seu trabalho tem sido reconhecido frequentemente em concursos de arquitectura e urbanismo.

Sébastien Marot (FR)
Curador
Sebastien Marot curador da exposição Agricultura e Permacultura: do lado do campo

Sébastien Marot é filósofo e escreve amplamente sobre a genealogia das teorias contemporâneas em arquitectura, desenho urbano e paisagismo.
Com mestrado em Filosofia e doutoramento em História, é professor na Escola de Arquitectura de Paris-Este, professor convidado na EPFL (Lausana), e na Escola de Design de Harvard (num programa liderado por Rem Koolhaas e o atelier O.M.A). É autor e editor de livros, bem como colaborador em re-edições críticas.
Editou o Le Visiteur (de 1995 a 2002) e o Marnes (desde 2010) e é autor de diversos livros como Sub-Urbanism and the Art of Memory (AA Publications 2003), a re-edição crítica The City in the City: Berlin, A Green Archipelago de Ungers e Koolhaas (Lars Müller 2013).

Sharon Johnston (US)
Júri Prémio Carreira e Oradora Talk, Tak, Talk

Arquitecta e sócia da Johnston Marklee & Associates, com sede em Los Angeles. É professora na Escola Superior de Design de Harvard, tendo leccionado na Universidade de Princeton, da Califórnia, Los Angeles. Johnston também pertenceu à Cullinan Chair da Universidade Rice e à Frank Gehry International Chair na Universidade de Toronto. Juntamente com o seu sócio Mark Lee, foi directora artística da Bienal de Arquitectura de Chicago 2017.

Simon Boudvin (FR)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Boudvin estudou em Paris, Artes e Arquitectura. Actualmente é professor de Arquitectura Paisagista em Edimburgo e Versalhes. Sem um estúdio permanente, a sua prática ao ar livre foca-se na mutação urbana e da paisagem. O seu trabalho centra-se na recolha, fotografia, descrição de objectos encontrados e partilha desta pesquisa permanente, no formato de exposições e publicações.

Sofia von Ellrichshausen (CL)
Júri Prémio Début

Arquitecta, artista, formadora e fundadora do estúdio chileno de arte e arquitectura Pezo von Ellrichshausen no Chile. É professora na Universidade de Cornell e leccionou em Harvard e no Instituto de Tecnologia de Illinois. Expôs na Academia Real de Londres, no Instituto de Arte de Chicago, no MoMA em Nova Iorque e na Bienal de Veneza, onde também foi curadora do Pavilhão do Chile e membro do júri da Exposição Internacional de Arquitectura.

Sophie Deramond (FR)
Júri Prémio Universidades

Arquitecta formada na Escola de Paris-Villemin em 2000. Dois anos depois, formou-se em Literatura e Civilização Francesa na Universidade Sorbonne Nouvelle e, em 2007, doutorou-se na mesma faculdade, com a tese “Implicações culturais e estruturais do espaço na obra narrativa de Jean Echenoz”. Actualmente é arquitecta no escritório de Chartier Dalix, em Paris.

Stefano Graziani (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Stefano Graziani contribui com uma voz irreverente para o discurso artístico contemporâneo, tendo um papel activo no cruzamento entre fotografia, arte e arquitectura. As suas fotografias foram expostas internacionalmente por instituições como a Fondazione Prada em Milão, a Bienal de Arquitectura de Veneza e a Bienal de Artes Manifesta. Actualmente, Stefano ensina fotografia na Universidade de Veneza e no Instituto Superior para a Indústria Artística, em Urbino.

Studio SNCDA (BE)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Trabalhando em projectos de diferentes escalas com o mesmo rigor, o atelier SNCDA torna possível o questionamento permanentemente da prática arquitectónica. Ao sair da sua zona de conforto, encontra soluções para múltiplas questões. Rodeado de especialistas externos, o estúdio trabalha em projectos e colaborações, da qual é exemplo a partilha com o designer gráfico holandês Karel Martens.

Supervoid Architects (IT)
Finalista Prémio Début

Com sede em Roma, Supervoid foi fundado em 2016 por Benjamin Gallegos, Gabilondo e Marco Provinciali. Os seus projectos abrangem várias escalas e diferentes territórios, de Itália aos Estados Unidos. Actualmente estão a trabalhar na reabilitação da Tenuta della Mistica em Roma, no projecto vencedor da renovação do farol de Punta Spadillo, em Pantelleria e no Pavilhão da UE para a Bienal de Arquitectura em Veneza, em 2020. Este colectivo tem publicado projectos e ensaios em revistas e livros internacionais.

T
Tatiana Macedo (PT)
Artista Convidada Beleza Natural

Tatiana Macedo é licenciada em Belas Artes pela Central St. Martins College of Art & Design em Londres e Mestre em Antropologia Visual pela FCSH-Universidade Nova de Lisboa. A sua obra explora o campo expandido do filme, da fotografia e do som. Como artista, destacam-se a residência em Berlim e as exposições na Culturgest do Porto, na Galeria Carlos Carvalho em Londres e na Paris Photo. O seu filme, Seems so long ago, Nancy (2012) foi filmado na Tate Britain e Tate Modern, tendo sido distinguido com o SAW Film Prize, da Associação Americana de Antropologia. Para a exposição Beleza Natural, foi encomendado uma série fotográfica de exemplos de obras de arquitectura na Europa, no âmbito da Trienal 2019.

Thierry Buache (CH)
Curador do Projecto Associado Espaço Falso

Arquitecto desde 2017, trabalhou no México e em Genebra entre 2013 e 2015. Actualmente é assistente de pesquisa na Universidade de Arte e Design de Geneva e arquitecta independente no atelier Dériaz | buache, com foco em arte, design e arquitectura através da plataforma de experimentação de planos colectivos em Gevena. O projecto de mestrado de Buache foi premiado com o Prémio SIA 2017, o B&G Engineers 2017 e a distinção GCO 2018.

Timothy Smith and Jonathan Taylor Architects (UK)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

A dupla, sediada em Londres, considera que é possível desenvolver uma arquitectura moderna aliada à tradição. Considerados como uma das práticas clássicas mais interessantes da sua geração, e dirigem o único curso de graduação em arquitectura na Europa que ensina princípios e aplicações da linguagem clássica da disciplina, na Kingston School of Art, em Londres.

Traumnovelle (BE)

Uma facção militante fundada por três arquitectos belgas: Léone Drapeaud, Manuel León Fanjul e Johnny Leya, que usa a arquitectura e a ficção como ferramentas analíticas, críticas e subversivas para enfatizar questões contemporâneas e dissecar a sua solução. O colectivo defende o pensamento crítico e multidisciplinar em arquitectura, alternando entre cinismo e entusiasmo.
Participam na co-criação do programa de atividades da Trienal 2019 como um dos autores emergentes seleccionados a partir da Future Architecture Platform.

Triennale Milano, Biblioteca e Archivi (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

A Triennale di Milano é um museu de design e arte no Parco Sempione em Milão, sediada no Palazzo dell’Arte. A Trienal de Milão, uma exposição internacional de arte e design, foi realizada no museu treze vezes entre 1936 e 1996 e, novamente, em 2016.

Tristan Chadney (FR/UK)
Curador
Tristan Chadney curador da exposição Beleza Natural

Tristan Chadney é arquitecto e integra, desde 2013, o estúdio Éric Lapierre Experience.
Nasceu em Cambridge, em 1988 e formou-se em 2013. Desde 2016 é professor assistente na Escola de Arquitectura de Marne-la-Vallée, em Paris. Como coordenador de projecto, o seu trabalho vai da concepção à construção, passando estudos de pormenor.

Truwant + Rodet (CH)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Truwant + Rodet é um escritório sediado em Basel (Suíça), fundado por Charlotte Truwant e Dries Rodet. Os seus projectos, pesquisas e interesses exploram arquitectura, urbanismo paisagismo, arte e design. O atelier investiga a correlação entre o espaço/paisagem e as condições específicas que esta gera.

U
Urtzi Grau (ES)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

É arquitecto, director do Mestrado em Arquitectura e em Pesquisa da Universidade de Tecnologia de Sidney, co-fundador dos estúdios Fake Industries Architectural Agonism (FKAA) Gabriel & Guillermo Fernández-Abascal (GFA). Grau formou-se na Escola Técnica Superior de Arquitectura de Barcelona em 2000, foi premiado pela Universidade de Columbia em 2004 e actualmente está a concluir o seu doutoramento na Universidade de Princeton, dedicado à renovação urbana de Barcelona na década de 70.

V
Valérie Mannaerts (BE)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

Escultora e pintora, Valérie Mannaerts desenvolveu uma linguagem pessoal caracterizada pelo seu fascínio pelo real e pelo surreal, explorando as qualidades fisionómicas das coisas, questionando a relação entre as formas orgânicas e inorgânicas, a presença e autonomia dos objectos. Valérie Mannaerts cria formas híbridas, contraditórias e precárias, abertas ao acaso e formalmente circunscritas. O seu trabalho reside na fronteira entre imagem e objecto, de uma forma que lembra as preocupações surrealistas e, mais tarde, feministas com a cultura material e de imagem, o corpo e os estados de consciência.

Véronique Patteeuw (BE)
Júri Prémio Universidades

Docente na Escola Superior Nacional de Arquitectura e Paisagismo de Lille e na KULeuven e investigadora no OMA. Leccionou em Harvard, Roterdão, Universidade de Columbia e Nova Iorque, IIT Chicago e EPFL Lausana. O trabalho de Patteeuw centra-se na história da representação arquitectónica e da sua era pós-moderna. Desde 2005, é editora do OASE Journal for Architecture. Em 2018 foi co-editora da revista The Architecture of the Architecture Magazine e da Mediated Messages: Periódicos, exposições e a formação da arquitectura pós-moderna.

W
Wouter Davidts (BE)
Curator of Associated Project Art on Display

Professor da Universidade de Gante em Arquitetura e Planeamento Urbano, é editor regular sobre publicações relacionadas com museus. O trabalho de Davidts vai desde Centre Pompidou ao Tate Modern, em ensaios que traduzem estes espaços de exposições em arte e arquitectura contemporânea. Dos seus últimos livros faz parte “Ligação Tripla: Ensaios em Arte, Arquitectura e o Museu”. Durante 2015, foi curador da exposição The Corner Show em Antuérpia, em conjunto com Mihnea Mircan e Philip Metten.

Y
Yellow Office (IT)
Participante na exposição O que é o Ornamento?

YellowOffice, fundado em 2008 e com sede em Milão, é um escritório de arquitectura com um foco particular em arquitectura paisagista e urbanismo. A prática reúne várias escalas de processos de design: de estratégias territoriais, a espaços públicos, privados, parques, pavilhões, cemitérios, ou mesmo objectos, vídeos, ilustrações, mapas e exposições.

Ao utilizar este website está a concordar com a utilização de cookies de acordo com o nossa política de privacidade.