Os dias de elogio à Arquitectura

Para a abertura da Trienal 2019 o mapa de horas era denso e o calendário estava cheio. A maratona de inaugurações e eventos que propusemos para estes três dias foi ambiciosa e construiu-se com base na razão. Como prelúdio para a quinta edição, o tema desdobrou-se em cinco visões curatoriais que exploram a racionalidade na arquitectura, na tentativa de a fazer chegar ao público geral, num entendimento global, reunindo agentes culturais, críticos, investigadores e parceiros dos quatro cantos do mundo. O arranque deu-se a 3 de Outubro junto ao Rio Tejo onde começámos por desvendar a Economia de Meios, integrada no programa de aniversário do MAAT, apresentando estruturas de construção e formas de habitar que se foram produzindo e desenvolvendo ao longo da história.

Economia de Meios © Hugo David

A sexta-feira, dia 4 foi dia cheio de inaugurações: que iniciou em Oeiras, onde reside uma instalação no convento da Cartuxa, o Projecto Associado Um Certo Tipo de Vida, a exposição Espaço Interior no Museu Nacional de Arte Contemporânea e rematado ao fim do dia com O que é o Ornamento? na Culturgest. Muitos quilómetros de maquetas e investigação, elementos e apresentações que envolveram diferentes escolas de arquitectura internacionais, destacando a EPFL – École polytechnique fédérale de Lausanne, a École d’architecture de la ville & des territoires Paris-Est e a MIARD.

Espaço Interior © Hugo David
O que é o Ornamento? © Hugo David

No sábado, dia 5 de Outubro, a celebração levou-nos à activação da instalação pública Caixas de Boxe, no Bairro Portugal Novo, em Olaias. Este Projecto Associado, que é uma replicação do que já tinha sido testado no México, envolveu associações e agentes locais. A tarde levou-nos até à exposição Beleza Natural acolhida no Palácio Sinel de Cordes, onde também se revela uma instalação na fachada, do Projecto Associado Dimensões Escondidas. Seguiu-se em direcção ao CCB para a cerimónia de entrega de prémios Début, Carreira e Universidades e à exposição Agricultura e Arquitectura: Do Lado do Campo, no CCB–Garagem Sul. A noite acabou no Jardim das Oliveiras, numa festa com DJ set, ao sabor de especialidades australianas acompanhadas de vinhos do Esporão.

Entre brindes e encontros, somaram-se mais de 7000 visitantes nestes três dias intensos, que contaram também com a inauguração da livraria popup na sede da Trienal, a cargo da polígrafa, editora da Série de livros da edição de 2019.

Agricultura e Arquitectura: Do Lado do Campo © Hugo David
Beleza Natural © Hugo David

Testemunhos
Estes três dias em Lisboa foram intensos e cheios de encontros agradáveis! Deixo Lisboa com recordações incríveis das conversas, encontros e risos que partilhei com tantos amigos e novas pessoas que conheci. Obrigado por tornarem isto possível! Eugeni Bach, Participante de Economia de Meios

Parabéns por estes maravilhosos dias de abertura da Trienal e muito obrigado pela calorosa recepção em Lisboa.
Ana Dana Beroš, Jurada do Prémio Début Trienal de Lisboa Millennium bcp

Achámos a Trienal um evento muito acolhedor e excitante. Além disso, foi muito importante para Denise Scott Brown receber o prémio Carreira juntamente com a escultura majestosa.
Anita & Jim Venturi, em representação de Denise, vencedora do Prémio Carreira Trienal de Lisboa Millennium bcp

Festa CCB © Hugo David
Ao utilizar este website está a concordar com a utilização de cookies de acordo com o nossa política de privacidade.